08 junho 2009

Queixa ao condomínio

À razão de um animal por dia na lareira, não há condições para viver a minha vida na plenitude!
Desligado o alarme, ouço um piu piu piu piu piu piu... "Sempre a queixar-me disto, mas até se tem qualidade de vida no campo", pensei, ainda refém do limbo. Acontece que ao levantar-me pa ir lavar os dentes, o chilrear aumentou de volume. "Mau...". Pois é, outro convidado da família da chaminé. Desta vez, era o Júnior, o varão da família: penugem completa, olhinhos bem abertos, corpinho robusto, mas patita entortada.
Bem, não vou ligar para os escuteiros porque a solução é óbvia, é pô-lo lá fora. Luvas calçadas, não vá o gajo espetar as unhacas e transmitir-me uma doençazorra manhosa. Claro que o Júnior não colaborou. Correu a sala quase toda, borrou-me o chão, enfiou-se por trás do sofá, até que deve ter levado com o guarda-chuva na tola, o que o sossegou e me permitiu agarrá-lo. É claro que entretanto também conseguiu cag*r-me o pijama. Pronto, pu-lo lá fora e lá foi ele a coxear em velocidade 5. Direitinho a um canil (ainda duvidam da força do destino?). (E o feto morto que ainda jaz ali frente à janela...)
Moral da história? De repentemente, não me ocorre nenhuma.

9 comentários:

ianita disse...

Podias ter ido deixá-lo no telhado algures... não?

Que treta... taditos dos bichos!

Esterilização Obrigatória disse...

Qual é o Rafeiro ? esta é uma pergunta que está no nosso blogue para responderes, será que vais assertar.
http://esterilizacao-o.blogspot.com/

irre_place_able disse...

É a força do destino é... a tentar conciliar-te com a natureza, mas tás-te a fazer de difícil!!!
A Mãe Natureza vai-te castigar um dia destes, vai vai... Depois nah reclames... Devias ter colaborado :P

MUAHAHAH

kiss kiss

Flávia disse...

dasss isa! antes de começares posts destes coloca a mensagem "cuidado! este post pode ferir a susceptibilidade de seres humanos mais sensíveis em relação a todo e qualquer estado de fragilidade da bicharada". tou aqui quase a chorar e expressões como "deve ter levado com o guarda-chuva na tola" são particularmente horripilantes. deus livre os bichos de passarem à tua porta! :P

Isandes disse...

Ianita, telhado? eu moro no rés-do-chão mas moradia tem 1º andar... eu só meço metro e meio...

André, achas? espero não reencarnar bicho... :/

flá, na lhe atirei com o guardA-chuva, foi ao desviar o sofá... eu adoro animais! gosto é de guardar perímetro e segurança dakeles k não me são íntimos... mas salvei-lhe a vida. acho eu. ele é k kis ir em direção ao canil. pode ser k os cães não o keiram...

Jorge Rita disse...

C´Não contei ainda: na sexta feira caiu uma aranha no caderno de uma colega, ela soltou um grito, e eu peguei num bocadinho de papel amassei a bicha e pronto...ela acrescentou que eu tinha muito sangue frio!
Ehehehehheheheheh, como se desinfestar os bichos fosse obra do hercula!
Um dia destes vai aparecer ai o resto da famelga....
Acho que a solução "faz um ninho e põe na mesinha de cabeceira e alimenta o bicho com migalhas de pão" é boa solução...

Flávia disse...

LLOOLLL repete isso a ti mesma até acreditares (já rezo pela sua alma pois só rezo pela alma dos bichos)

Paulo disse...

Moral da história? "Não há nada como uma casa sem chaminé!"

Paula disse...

EHEHEHEH ainda bem que existes Isa :)
Beijoka
Paula