02 janeiro 2010

scrooges

O 1º post deste ano devia ser positivo e edificante, devia materializar um desejo pessoal que o sr.Universo ouvisse e pudesse satisfazer. Mas é só uma verbalização duma antipatia que vai crescendo:
detesto pessoas forretas
Não é o forreta-circunstancial, o que poupa porque tem que racionar os meios.
Não é o forreta-selectivo, aquele que economiza só nas coisas de que não gosta.
Nem o forreta-harmonia, que valoriza e respeita o trabalho que originou o cifrão, o que quer dizer que mesmo que possua meios, não desperdiça dinheiro mal esbanjado.
Não gosto é dos egoístas, que dão porque têm que dar, que não nos olham quando oferecem, que não querem saber que emoção nos despertaram e dos autocentrados, que só gastam se reverter a favor dos próprios e que analisam aos cêntimos os gastos com terceiros.

4 comentários:

Flá disse...

e este post pq te ofereceram um par de peugas brancas com raquetes? ou um pijama com dalmatas de uma loja dos 300? ou um arranjo floral artifical?

mas tens toda a razão. por isso sofro qd tenho q dar presentes e gosto de dar um toque pessoal em tudo.

Mas pior para mim é qd o presente é desvalorizado e só é tido em conta o seu valor monetário... isso deixa-me a sensação de ter gasto o meu tempo, atenção e amor à toa..

Flá disse...

ahhhhh!

feliz ano novo! um 2010 em grande!

Satine disse...

já somos duas.. é mesmo um tipo de pessoas que nao suporto !!

beijinho

Isandes disse...

flá, foi 1 cena k ja tava há algum tempo a fazer-me espécie, mas nada de muito concreto.

Bom ano, ninas!