16 novembro 2008

Pretend that you´re Alone




We are just the monkeys, who fell out of the trees
We are blisters on the earth
We are not the flowers, we're the strangling weeds
In the meadow
And love is just our way of looking out for ourselves
When we don't want to live alone
So step into the vacuum, tear off your clothes
And be born again
Pretend that you're alone now
And everything's gone
Just animal reflex
There's no one looking on
Forget about fashion, forget about the law
Pretend that you're alone now
I wonder what I'd do, if I could wake up every morning
With a clean slate
I'd burn through the cities, I'd tear through the towns
Cos there's no deals to make
So break out of the cages, the delicate structures
We cling to all our lives
Just primal desire, no right and no wrong
Forget about the future, forget about blame
Forget about religion forget about shame
Pretend that you're alone, now (...)

Resquícios de reflexões cujas palavras emprestadas (dos Keane) são uma expressão preciosa, reflexo parcial, mas de valor.

Imagens, pequenas doses de relax visual que imperfeitamente apanhei ontem, aqui e ali, num dia aquecido pelo sol.

8 comentários:

Ianita disse...

Pretend you are not alone....

Kisses

Rita disse...

Bonitas fotos :) adoro o verão de s. martinho! :P beijinhos

u João disse...

olá! Deixa-me advinhar humm marvão?
os keane aos poucos estão a tornar-se um banda de culto.
Fixei:Forget about the future, forget about blame
Forget about religion forget about shame
p.s. nas máquinas digitais existe a possibilidade de tirar a marca da data, leves a mal :)
beijo

Isandes disse...

O Verão de S.Martinho pelas bandas de Évora, Reguengos e Monsaraz.

U João, na tenho vergonha de reafirmar a minha "info e digital nabicice"! Deixa lá... :) xuac

Ianita, esta letra na é necessariamente pessimista.
Eu sei k tu tentas puxar sempre pra cima! Mas acredito nas dualidades e que é preciso passar por elas pa viver o bom, o claro, o positivo no seu esplendor! Xuac!

irre_place_able disse...

"You take the pieces of the dreams that you have, cause you don't like the way they seem to be going...
You cut them up and spread them out on the floor, you're full of hope as you begin rearranging(...)"

Cada letra deles parece que tem sempre algo muito a ver conosco não achas? Parece que somos o modelo de escrita das suas canções... Será assim todo o ser humano, ou somos algo diferentes e assim servimos mesmo de modelo para as letras deles?
Silly question I know, mas já me interroguei várias vezes sobre isto, porque espanto-me como eles acertam sempre naquele ponto que nos diz algo e nos deixa a pensar... e pensar... e pensar... :)

Kiss

Rita disse...

Quer dizer "voa com as tuas próprias asas" :) beijinhos*

flá disse...

Tu é que sabes aproveitar a vida..

Isandes disse...

Rita e Flá: xuac!

Irre: acho. Isso deve ser algo comum às expressões artísticas - a universalidade e a intemporalidade. Ou então somos só nós a prestar + atenção às questões k nos são sensíveis...
(Senti especialmente issso k "everybody´s changing", logo na 1ª vez k a ouvi), kiss