18 novembro 2008

Feiinho/a

(Estas palavras que se seguem podem ser encaradas como preconceituosas, muito embora não seja esse o tom; ´tá feito o aviso.)

Nunca vos aconteceu de, em vez de distraidamente prenderem a vossa atenção numa pessoa gira, bem vestida, estilosa ou charmosa, se porem a contemplar uma outra que tinha tudo para não dar nas vistas?

Às vezes é mais forte do que eu e ponho-me a cogitar no que estará para além do vazio daqueles olhos inexpressivos, daquela face em tudo igual a tantos outros milhares de rostos, daquele cabelo preso num rabo de cavalo que passa por cima das orelhas, tapando-as, daqueles trajes cinzentos, acinzentados, tristonhos, sem padrões, sem brilho e sem toque pessoal que se envergam e que enterram um ser no mais comum dos cenários.

É óbvio que estarão personalidades e vidas interessantíssimas por detrás dessas aparências. Mas e se nem todos tivermos a capcidade, a paciência, o talento para vermos para além de?

10 comentários:

Ianita disse...

Pois...

Nem todos temos. Eu acho que não tenho.

Aliás. Tenho a capacidade para passar ao lado da dita feiura, mas sou incapaz de passar além da falta de graça, da falta de conversa e da falta de personalidade. Gosto de pessoas de carácter forte e, admito, não gosto de pessoas fraquinhas. Preconceito meu, confesso. Se calhar teriam muitas coisas para me dizer e me ensinar, mas a falta de iniciativa, a inacção, o ser-se tonhó tira-me do sério e tolda-me a vista.

E, no caso dos "feios", acho mesmo que uma personalidade bonita faz a pessoa mais bonita. E também acho que os cheiros nos puxam o olhar para quem menos esperamos.

Kisses :)

flá disse...

Que interessante isa. Não vi nada de preconceituoso no teu pensamento. Essas pessoas também me chamam a tenção, mas chamam quando têm algo de diferente, que fuja do padrão standardizado que dita a moda - os intemporais, os anti-look LOL - independentemente do conceito estético geral (pode n ser bonito).

Mas também já dei por mim a questionar isso mesmo quando reparou em alguém "cinzento" (essas mesmas pessoas que aparentemente, fisicamente, parecem não transparecer nada de pessoal, nenhuma individualidade). E cheguei a uma conclusão minha (não fechada) que são pessoas completamente alheadas do valor a que a sociedade na generalidade dá ao aspecto físico, independentemente da riqueza interior delas. E tens razão, algumas delas escondem vidas maravilhosas, cheias.

Mas por fora são "incorruptíveis" pela febre da imagem. Isso só mostra o quão bem estruturadas devem ser para superarem ou passarem ao lado desse "estigma" (porque, não podemos ser hipócritas, a imagem é a tua característica pessoal mais perceptível aos outros, senão a primeira).

bijus

Isandes disse...

Pois é Ianita! Num 1º instante, estabelecemos uma correlação entre a falta de beleza exterior com a ausência de interesse...
Se me lembrar dos meus ex-namorados, acho k só 2 ou 3 eram relamente bonitos (por fora); os outros eram "engraçados" - 1 eufemismo, quase sempre :)

Flá: quando escrevi este texto, tava a lembrar-me concretamente d1 miúda k vi no otro dia no Media Market - pálida, cabisbaixa, calças de vinca pretas com riskinhas brancas com a t-shirt vermelha da loja cima. Cabelo oleoso, óculinhos de haste fina dourada, prateada, não sei.
Dei por mim a pensar k o k mostramos é, ou pode ser, um reflexo do k temos cá dentro. E eu não kero nunca espelhar isso, pork kero brilhar por dentro!
Quanto a não ligarem à imagem, não sei se será isso ou se será apenas 1 espécie de desleixo...
xuac!

Jorge Rita disse...

Eu sou assim um cinzento carregado por fora que transborda vermelho-choque por dentro.
(sou especial!) :)

Rita disse...

Bem, isso já me aconteceu tantas vezes... Mas há pessoas que são assim não por falta de personalidade, mas talvez por terem vidas tristes, baixa auto-estima etc. Outras há que realmente têm um aspecto fantástico e a personalidade não vale nada.

Na minha opinião a aparência é sem dúvida importante, mas à medida que vamos conhecendo as pessoas, o interior supera o exterior. E, ao mesmo tempo, nunca te aconteceu começares a achar alguém bonito por ser tão simpático ou boa pessoa?

beijinhos*

u João disse...

Olá Sandes :) como é vulgar dizer-se o hábito não faz o monge. Muitas vezes por detrás de uma aparência apagada, esconde-se um mar revolto."as aparências enganam" sem dúvida. Temos de tentar ir mais longe do que à primeira vista uma pessoa ou um conjunto de pessoas deixa transparecer. Porque a importância que damos às coisas, variam de pessoa para pessoa. Agora é sempre muito aliciante descobrir o que se esconde numa pessoa de aparência apagada, sem luminosidade.Muitas vezes temos surpresas bem agradaveis. Porque a aparência facilmente se muda com uma ida ao cabeleireiro, ou ir de compras, agora que o subsidio de natal tá à porta.
beijo

sweetie disse...

Isso acontece.me muitas vezes.. colo nas pessoas que não chamam em nada a atenção e fico a imaginar como será a vida delas.. Será que o que aparentam é o reflexo do seu interior? Porque se é, então espero nunca ser assim.. e acho sempre que o facto de uma pessoa se preocupar em estar sempre apresentável e com boa imagem não é só uma questão de vaidade.. é acima de tudo um contributo a uma auto.estima elevada.. e temos de ser nós a trabalhar pra nós! Afinal, nada mais somos do que aquilo que fazemos por nós próprios.

*

flá disse...

Mas nesse caso da menina Media Markt, isa, referiste vários aspectos que são mais do que meros detalhes de imagem:
* cabelo oleoso - falta de higiene (lol eu prefiro lavar o cabelo todos os dias que demonstrar indícios de oleosidade);
* cabisbaixa - tristeza, desanimo, aborrecimento, ...
* hastes finas douradas nos óculos - em algumas pessoas têm estilo (lá está... LOL)

Eu acho é que reflectimos por fora o que somos por dentro e é por isso que facilmente me deixo apanhar por pessoas feias mas que têm um qualquer coisa que me desarma. Já pelas pessoas bonitas perco facilmente o fascínio se não forem interessantes. Tudo vem de dentro.
Atitude, senhores, é tudo!

Neste seguimento, concordei tanto com a opinião da ianita!

Isandes disse...

Jorge: vemelho-semáforo-stop? lol

A todos: aparência feiosa-personalidade interessante e aparência catita-acefalia. Ambas opções possíveis, obviamente.
Todos diferentes, todos iguais!

Jorge Rita disse...

Não vermelho corado por pisar linha continua!