09 setembro 2008

Mamma Mia


Se procuram um filme que vos ponha o rabiosque a dar a dar no estofo do banco, cheio de músicas disco hiper mega conhecidas, com um James Bond a cantarolar muito pouco seguro de si, uma Meryl Streep a fazer uma esparregata aérea, duas madames toda enxutas a deixar claro que o sexo pós-monopausa não é um mito, cenários azulados idílicos, écharpes a esvoaçar ao vento, piaduxas sobre a sexualidade recém adquirida do Colin Firth, enfim, um ambiente pintalgado de "gaijas" histéricas, não procurem mais!
(Mas confesso que fiquei desiludida com a sala; estiveram a um passo de aplaudir, mas contiveram-se à última da hora...Fracos!)

Assim de repente... Amei!

6 comentários:

ANA PAULA disse...

confesso que já estava tentada a ir assistir ao filme mas depois do teu comentário e da cris nao falto
beijoca
continua a escrever tou viciada no teu blog acreditas que todos os dias venho :)

Isandes disse...

Vê, k é de escachar a rir!
Fico bué de contente por saber k gostas, amiga; é melhor do k me dizeres k tou mais magra!! ;-) Xuac!

flávia disse...

LOL, e não é que na sessão a que fui aplaudiram mesmo? rrrrr... só à chapada.

Eu estive para sair da sala a meio do filme - é que ele é ridiculamente alegre. Já me estava a causar vómitos tanta felicidade daquela gente... e aqueles coros gregos (pareciam anuncios ao OMO); aquelas danças boiolas (pk, tb fui vê-lo num dia de muito dark...)

Isandes disse...

Hi hi hi...

patrícia disse...

Apesar de ter ficado num cantinho da sala, sim porque estava completamente cheia, gostei mesmo muito. Este filme é uma dádiva para os actores, deve ter sido um fartote de rir fazer aquelas cenas que só fazemos quando não está ninguém a ver;)

irre_place_able disse...

Este merece sem dúvida ser considerado "um dos filmes do ano!"

Uma obra prima!

Eu adorei,pessoalmente!