29 julho 2010

still shaking

Blá blá blá com mãe do Carlos, chiadeira a ouvir-se pelas costas, (...mas qu´é que se passa aqui?...), viro costas e não tem mais, vai de correr atrás do bólide ladeira abaixo, (ai ´inda bem que deixei minha porta entreaberta), [filhos da p* de chinelos de dedo altos-pa-car* que m´atrapalham o sprint], e toca a saltar de ladex, perna direita à frente, perna esquerda a segui-la no voo, e de puxar travão de mão antes mesmo de coração me sair boca fora.
Já tá.
Madeixa de cabelo sensualmente puxada para junto de outras melenas loiras,-de-cabeleireiro , ignição ligada. Iinversão de marcha, agora com óculos de sol já no alto do nariz, faz de conta que não estava ninguém a ver no café apinhado de gente sem nada para fazer, e bute estacionar, 1ª engatadíssima e travão quase a bater no tejadilho que, foda-se, não aguento outra destas.
- Titi, que susto! Como é que isso foi acontecer? Pensava que ias ser atropelada pelo teu próprio carro!
- Ó Isabel, o teu carro ia com uma bolina!
- Ai se estivesse ali uma criança no meio do caminho, ai meu deus...e ai que avançava o passeio e ia ter à nacional...

----------------------

incrível o grotesco e a morbidez de imagens que encontramos quando googlamos "carro desenfreado com gaja a correr atrás"...

1 comentário:

ianita disse...

tu tem cuidado, se faz favor...

Que susto!