27 setembro 2008

Relato fiel da ocorrência

Juro que vou contar direitinho o episódio que hoje de manhã me pôs a transpirar em 5 segundos.

Ora, estava eu aguardando a minha vez na livraria Citânia, impacientemente, é certo, quando tive de me ausentar por breves instantes para estacionar o carro convenientemente. Avisei os presentes de que ia ao carro e deixei os documentos que tinha para fotocopiar em cima do balcão.

Meio minuto depois, volto, tendo entrado outra senhora (RRRrrrrr...) nos entretantos. Aviado o freguês da frente, o sr. prestador de serviços indaga sobre o próximo a ser atendido.

(Conflito no enredo) A sra. RB (i.e., Ruiva Badalhoca - para não me envolver emocionalmente no relato, essa será a sua designação bastante isenta) começa-me a teimar que era a vez dela. Reclamei prioridade, explicando-lhe o sucedido, e ganhando de imediato o apoio incontestável dos anónimos presentes.

RB: - Eu cheguei e não a vi. Chegou depois! Sou eu, sou eu! - gritou ela com a voz carregadinha de rancor, como o outro da Teresa Guilherme de há 2 semanas.

Minha Amiguinha Desconhecida do Lado: Não, que eu vi. Esta menina tá 1º.

RB: E o que é que a senhora tem a ver com isso? Eu cheguei 1º, não estava cá, está visto. Quero...

Minha Amiguinha Desconhecida do Lado: Ai, claro que tenho, estava aqui, tenho tudo a ver!

[Blá blá blá, whiskies saquetas, blá blá blá, peixeirada instalada]

Eu: (...) Já percebeu que eu cheguei efectivamente 1º. Mas de qualquer forma, incomoda-a assim tanto que eu tire umas cópias?

RB: Não [BIG GLUP], mas não sou bruxa. [Dúvida no estabelecimento comercial] Explica-se e logo se vê. (...)

Eu: Se se acalmasse um segundo e se desse ao trabalho de me ouvir...

Minha mami, que só aí se apercebeu do que se estava a passar: Está um dia tão bonito! Não vale a pena chatearem-se... :)

RB: Olha outra a meter-se na conversa!... (...)

Minha Amiguinha D. do Lado: Ó Sr, então mas agora atende-a a ele? Eu estava 1º e deixa-me atendida a meio? Olha agora se ela se queixa, está caladinha!... (...) Se estas pessoas se portam assim numa situação destas, imagine em... coisa... É por isso que há guerra no mundo!...


Epifania sugerida por este mini-drama nortenho: Manter a boa educação, tratando sempre as RBs deste mundo por "A Sra", apesar de quilhado, é muito dignificante. E ainda ganha a simpatia do público que sabe ver de que lado está a razão, gostando sempre que o "herói" seja um exemplo de bons costumes.

6 comentários:

Anónimo disse...

Resumindo...afinal quem é que foi atendido e quem é que esperou pela vez????

Isandes disse...

Eu fui atendida 1º.
Mas fiquei em ponto de ebulição com o banzé criado pela fulana.
Mas já passou.
Mas não me importava de lhe passar com as rodas do carro em cima do dedo mindinho do pé esquerdo.
Talvez para 1 próxima.

Anónimo disse...

Bom se foste atendida primeiro, e se ela fez tanto banzé é sinal de que lhe levaste a melhor.Ou seja, passaste-lhe por cima!

irre_place_able disse...

Sem dúvida que não te estou mesmo a imaginar numa situação dessas, tu com os teus chacras alinhados, por isso... PAGAVA PRA VER!!! hihihi :D

kiss

Paula disse...

Ehehehe Isa consigo imaginar a tua vontade de lhe f... o Focinho :)
Gostei do texto fartei-me de rir e até axo sei quem é a ruiva badalhoca. se tiver oportunidade passo lhe com o carro por cima :)
kiss

Isandes disse...

Estes meus chakras já tiveram melhores dias...
E quando Sra. RB respondeu mal à santinha da minha mami (k ainda por cima fez 1 comentário todo zen), só me apetecia isso, Paula, prejudicar-lhe o focinho! Inspira, expira...